28 outubro 2013

Uma Rua Chamada Pecado - Filme


Uma Rua Chamada Pecado - É um filme norte-americano de 1951, do gênero drama, dirigido por Elia Kazan, e com roteiro baseado na peça Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams.

Elenco do Filme

Blanche DuBois é uma madura mas ainda atraente mulher sulista que gosta da virtude e da cultura mas que usa isso como escudo para esconder sentimentos de amargura e desilusão, além do vício do alcoolismo. Ao mesmo tempo em que foge da realidade, Blanche ainda busca atrair pretendentes. Ela chega ao apartamento da irmã Stella Kowalski, em New Orleans, usando o bonde (elétrico) que faz a rota chamada "Desire". 

Esse novo ambiente abala os nervos de Blanche. Stella teme a reação do marido Stanley com os modos e a doença da irmã. Blanche diz que trabalhava como professora de inglês, mas que teve de parar por causa de sua doença nervosa, mas na verdade ela foi despedida por se envolver com um garoto de 17 anos de idade. Seu marido se suicidara e ela fugira da sua cidade para escapar dos problemas.

Brando e Leigh

Stanley é rude e grosseiro, dominando Stella com seu comportamento abusivo mas sensual, mas que em Blanche só causa repulsa. O amigo dele, Mitch, se interessa por Blanche, a quem considera uma dama. Stanley acaba se enfurecendo com Blanche, quando ela interfere no seu relacionamento com a esposa. Stanley descobre o passado da cunhada e a desmascara, arruinando de vez a vida de todos.

Vivien Leigh

Vivien Leigh, Lady Olivier (nascida Vivian Mary Hartley; Darjeeling, 5 de novembro de 1913 — Londres, 7 de julho de 1967), foi uma famosa atriz e Lady inglesa nascida na Índia (quando este país ainda pertencia ao Império Britânico), considerada uma das mais belas e importantes personalidades do século XX, presente na lista feita pelo Instituto Americano de Cinema das 50 maiores lendas do cinema.

Apesar de suas aparições no cinema terem sido relativamente poucas, Vivien venceu o Oscar de melhor atriz duas vezes. A primeira vez foi interpretando Scarlett O'Hara em "E o Vento Levou" (1939), e a segunda foi interpretando Blanche DuBois em "Uma Rua Chamada Pecado" (1951) (a mesma personagem que ela interpretara nos palcos da West End, em Londres).

Vivien frequentemente fazia colaborações com seu marido, o também ator, e diretor Laurence Olivier. Durante mais de trinta anos como atriz de teatro, ela se mostrou bastante versátil, interpretando desde heroínas das comédias de Noel Coward e George Bernard Shaw às personagens dos dramas clássicos de Shakespeare.

Aclamada por sua beleza e talento, Vivien foi uma atriz de cinema e teatro exaltada e celebrada. Afetada por um distúrbio bipolar durante a maior parte de sua vida adulta, o humor de Vivien era quase sempre não-entendido pelos diretores, e ela ganhou a reputação de ser uma atriz difícil. 

Diagnosticada com tuberculose crônica na metade da década de 1940, Vivien se tornou uma pessoa enfraquecida a partir de então. Ela e Laurence Olivier se divorciaram em 1960; a partir daí, a atriz continuou a trabalhar esporadicamente no cinema e no teatro até sua morte súbita por tuberculose.

Marlon Brando

Marlon Brando, Jr. (Omaha, 3 de abril de 1924 – Los Angeles, 1 de julho de 2004) foi um premiado ator de cinema e teatro estado-unidense. Considerado um dos mais importantes atores do cinema dos Estados Unidos, Brando foi um dos três únicos atores profissionais, juntamente com Charlie Chaplin e Marilyn Monroe, a fazer parte da lista de 100 pessoas mais importantes do século compilada pela revista Time, em 1999. 

Durante os anos 70, ele foi mais famoso pela sua eterna performance vencedora do Oscar como Don Vito Corleone, em "The Godfather" (1972). É talvez mais conhecido pelos seus papéis como Stanley Kowalski em "Uma Rua Chamada Pecado" (1951) contracenando com a inesquecível Vivien Leigh. É considerado um dos maiores e mais influentes atores do século XX. Na opinião do cineasta Martin Scorsese, "Ele é o marco. Há o 'antes de Brando' e 'depois de Brando'."

Elia Kazan

Elia Kazan, nome artístico de Ilías Kazantzóglu (Constantinopla, 7 de setembro de 1909 — Nova Iorque, 28 de setembro de 2003), foi um cineasta Greco-americano. 

Como ex-membro do Partido Comunista dos Estados Unidos, denunciou colegas do antigo partido ao Comitê de Investigações de Atividades Anti-Americanas. Por este motivo, deixou de ser aplaudido por Ed Harris, Nick Nolte, Holly Hunter, Ian McKellen e Ed Begley Jr. durante a cerimônia em que recebeu um Oscar honorário pelo conjunto da obra. 

Outros artistas, como Sean Penn (cujo pai foi vítima do macartismo), Richard Dreyfuss e Rod Steiger foram a público declarar sua oposição à decisão da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Sobre seu testemunho no Comitê, Orson Welles teria dito: "Kazan trocou a alma por uma piscina". Elia Kazan tem seu nome na Calçada da Fama, no número 6800 do Hollywood Boulevard.

Minha nota para este Filme é ( 9 )

Prêmios: