04 janeiro 2014

Ato de Agir - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Ato de Agir

Pensador eu sou
Alguém que morre pensando
E nem se quer se recorda
daquilo que a pouco pensou;
Sócrates o grego e Gabriel
Pensaram um dia que fossem morrer
Pensaram na vida após a morte
Não pensaram em mim
Muito menos em você

Por um momento eu pensei
Que fosse gente
cheguei acreditar
Que um dia ficasse doente
Que pelo menos passasse
esta maldita dor de dente

Pensador eu sou
Aquele que pensa que vai morrer
Velhinho assim ao teu lado
E nem sequer vive junto contigo
Amante do amor sepultado

As vezes penso que:
De nada adianta pensar
E de mim passo as horas tentando fugir
Mil pensamentos que podem falhar
Se perdem num simples ato de agir.

Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, 06 de Janeiro de 2003

As vezes penso que:
De nada adianta pensar...