17 junho 2015

O Grande Ditador - Filme


The Great Dictator (Brasil - O Grande Ditador) é um filme estadunidense de 1940, do gênero comédia dramática e sátira crítica, dirigido por Charles Chaplin.

Foi lançado em 15 de outubro de 1940 e satiriza o nazismo, o fascismo e seus maiores propagadores, Adolf Hitler e Benito Mussolini. Foi o primeiro filme falado de Chaplin também. Na ocasião de seu lançamento, os Estados Unidos ainda não tinham entrado na Segunda Guerra Mundial.

Chaplin imitando o estilo de oratória de Hitler

Sinopse:

O filme começa durante a Primeira Guerra Mundial. Chaplin é um cadete do exército da nação fictícia da Tomânia e tenta salvar um soldado chamado Schultz (Reginald Gardiner). O personagem de Chaplin perde a memória quando o avião dos dois colide com uma árvore. Schultz escapa das ferragens, e Chaplin passa seus próximos vinte anos no hospital, enquanto muitas mudanças acontecem em Tomânia: Adenoid Hynkel (também interpretado por Chaplin), agora o grande ditador da Tomânia, perseguia judeus com a ajuda dos ministros Garbitsch (Henry Daniell) e Herring (Billy Gilbert).

Cena clássica em que Charlie brinca com o Globo
Curado, mas ainda com amnésia, Chaplin retorna à sua barbearia no gueto judeu, ainda sem saber da situação política da Tomânia. O barbeiro fica chocado quando tropas de choque quebram a janela de sua loja. Encontra, depois, um amor, Hannah (Paulette Goddard) uma linda moradora do gueto.

Paulette Goddard e Charles Chaplin
no trailer de O Grande Ditador...

Adenóide Hynkel e Benzino Napaloni são paródias a Adolf Hitler e Benito Mussolini, respectivamente. O nome de Napaloni é também uma vaga referência a Napoleão Bonaparte. A terra de Osterlich referencia a Áustria, cujo nome em alemão é Österreich. Paulette Goddard, que faz a personagem Hannah, era esposa de Chaplin. No momento em que o Barbeiro Judeu faz a barba do careca e faz toda aquela coreografia toca a 5ª dança húngara de Brahms.

A famosa cena em que Adenóide Hynkel dança com o globo terrestre foi usada na abertura da telenovela "O Dono do Mundo", de Gilberto Braga, em 1991. A música ouvida na cena onde Hynkel dança com o globo é da ópera Lohengrin, de Richard Wagner.

Cena do discurso final

Então, dirige-se a Hannah :

Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo – um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!."

A Belíssima Paulette Goddard

Paulette Goddard, nome artístico de Pauline Marion Goddard Levy, (Nova Iorque, 3 de junho de 1910 — Ronco sopra Ascona, Suíça, 23 de abril de 1990) foi uma atriz dos Estados Unidos, famosa por seus filmes para a Paramount Pictures nos anos 40, e pelos seus casamentos com homens notáveis: Charles Chaplin, Burgess Meredith e Erich Maria Remarque.

Paulette foi uma das muitas atrizes que fez o teste para o papel de "Scarlett O'Hara", protagonista do filme "E o Vento Levou", de 1939, papel que acabou ficando para Vivien Leigh. No mesmo ano atuou com Bob Hope em "O Gato e o Canário", um filme considerado bom, mas nunca à altura de Gone with the Wind.

Goddard foi tratada de câncer de mama, aparentemente com sucesso, embora a cirurgia tenha sido muito invasiva e que o médico tenha tido de retirar várias costelas. Mais tarde, ela se estabeleceu em Ronco, na Suíça, onde morreu após uma doença de curta duração (supostamente) enfisema vários meses antes de seu aniversário de 80 anos. Ela está enterrada no cemitério de Ronco, ao lado de Remarque e sua mãe.


Minha nota para este Filme é ( 9 )

Recebeu ( 5 ) Indicações da Academia do Oscar