18 agosto 2013

Ela sempre me espera - Poemas de Marcelo H. Zacarelli

Foto: Libertária

Ela sempre me espera

Eu; abrupto
Com meu coração correndo
Sinto ainda na boca
O amargo da traição ou veneno
A procura do amor que me engana
Estaria ela a me receber?
Ela sempre me espera
Como espera a mãe a dor, o filho.

Eu, Impaciente
Com meu coração batendo
Faço alusões com meus pensamentos
Tento adiar o encontro ou ludibriar o tempo
Mas ela é para mim como à morte
Que me espera vestida de anseios
Ela sempre me espera;

Renuncio então a própria vida
Abrindo mão do meu coração
Que não corre mais
Eu, abrupto
Sinto secar a boca
Da vida que me traiu ou a morte
Estaria ela a me receber?
Ela sempre me espera.


Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Setembro de 2010 no dia 11


Foto: Libertária