08 fevereiro 2014

Amada Amante - Carmen Aretha Luzia


Amada Amante

Você foi a primeira e única mulher com quem fiz amor,
Um segredo guardado a sete chaves que nunca conseguirei esquecer...

Seu corpo, seu cheiro, se misturando ao meu...
Tudo isto ainda me excita. Uma loucura aquela madrugada, 
Desavisadas fomos pegas pelo mistérios dos desejos.

A lascívia, a fome, a sensualidade do feminino
 Nas formas redondas dos seus lindos seios... 
Seus cabelos entrelaçados aos meus...
Minha púbis sobre a sua... 
Orgasmos múltiplos...

Minha boca com sede sentindo o gosto das suas partes mais íntimas.
 Fico molhada quando me recordo.

Nunca mais tive vontade de amar outra mulher.

Guardo ainda o nosso último beijo... 
Após tanto prazer, era doce e suave, 
Como um entardecer com brisa de um dia quente de verão.

Poema de: Carmen Aretha Luzia