09 fevereiro 2014

O Triste Realengo - Poema de Marcelo H. Zacarelli


O Triste Realengo

Hoje o sol acordou mais triste
Da janela do meu quarto pude ver
As pessoas caminhavam apressadas tristes
Parecia algo que quisessem esquecer

Um corredor rústico e de pouco brilho
Não esperava a tarde o entardecer
Um coração de mãe que salvara o próprio filho
Na dor do parto onde implora pra nascer

Os rumores rondam a alma de um poeta
O monte das oliveiras ou da Silveira
Do lado de dentro dos muros uma coisa é certa
Há encontros e desencontros como quer que queira

Tenho sede e me ofereces água por vinagre
Tenho fome e me ofereces sangue inocente
Tenho pecados confessados diante de um Padre
Uma carta esquizofrênica doente

Num rio que corre lágrimas abundantes
Um quadro distorcido de Picasso
Talvez nunca seja como antes
O filho de Manuel Silveira, Tasso...

Aos doze apóstolos á Cristo uma oferenda
No crepúsculo do calvário ceifados antes do tempo
A ti entrego meu espírito Pai antes que me arrependa
No dia 7 de Abril na escola de Realengo.

"Uma Triste Homenagem a tragédia de Realengo".

Marcelo Henrique Zacarelli
Abril de 2011 no dia 25, Village Itaquá (SP)

Aos doze apóstolos á Cristo uma oferenda...

Na manhã de 7 de abril de 2011, o ex-aluno Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira e atirou indiscriminadamente contra crianças e adolescentes que se encontravam em salas de aula, matando dez meninas e dois meninos e ferindo outros vinte alunos. As crianças e os adolescentes que fugiram enquanto o assassino recarregava suas armas encontraram o sargento da Polícia Militar Márcio Alexandre Alves, que fazia fiscalização de trânsito perto da escola. O sargento, ao chegar à escola ao som de tiros, encontrou o criminoso saindo da sala onde baleara fatalmente oito crianças, e efetuou dois disparos de fuzil, um dos quais atingiu o assassino no abdômen. Ao cair, na escada que leva ao andar superior da escola, Wellington disparou contra a própria cabeça, concretizando o suicídio . O evento causou comoção nacional e repercutiu rapidamente em noticiários internacionais.

Vítimas:

Ana Carolina Pacheco da Silva, 13 anos;
Bianca Rocha Tavares, 13 anos;
Géssica Guedes Pereira, 14 anos;
Igor Moraes, 12 anos;
Karine Chagas de Oliveira, 14 anos;
Larissa dos Santos Atanásio, 13 anos
Laryssa Silva Martins, 13 anos;
Luiza Paula da Silveira Machado, 14 anos;
Mariana Rocha de Souza, 12 anos;
Milena dos Santos Nascimento, 14 anos;
Rafael Pereira da Silva, 14 anos;
Samira Pires Ribeiro, 13 anos.