08 fevereiro 2014

Pobre Homem - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Pobre Homem

Veja você mesmo
Quantos sonhos a desperdiçar
São levianos pensamentos
No coração a palpitar.

Que és dor!
És minha, assim tão minha
Quando só me vejo.

Pobre homem que sois
Que debruça sobre amores
Que engaveta histórias
Muitas dores, muitas dores.

Em ti já não há mais solidões
No abandono das paixões
Que não lembra mais de ti.

Marcelo Henrique Zacarelli
Data / desconhecida

Saudoso (Tio) Cícero
Cícero Feitosa,"Tio", Nos deixou em meados do ano de 2010, vítima de um enfarto. Este homem apaixonado por "Cavalos", homem trabalhador e excelente Pai, vai deixar grande saudades em nossos corações. Grande amigo do Poeta Marcelo Zacarelli, estará para sempre em minha memória. Descanse em paz guerreiro; Um dia iremos nos encontrar e faremos uma festa pela nossa eterna amizade.