13 junho 2015

Milk - A Voz da Igualdade - Filme


Milk - A Voz da Igualdade é um filme estadunidense de 2008, dirigido por Gus Van Sant e baseado na vida do político e ativista gay Harvey Milk, que foi o primeiro homossexual declarado a ser eleito para um cargo público na Califórnia, como membro da Câmara de Supervisores de São Francisco.

Sean Penn na pele de Harvey Milk

Sinopse:

Milk, um cara carismático e bem-humorado, muda-se de Nova Iorque para São Francisco em 1972, onde planejava com o namorado abrir uma loja de fotografia na rua Castro, onde à época os gays não eram bem recebidos. Milk resiste e em pouco tempo todo o bairro Castro torna-se referência na luta pelos direitos dos homossexuais. A luta de Milk o transformou em um líder político, comandando campanhas nacionais pelos direitos dos gays, recebendo inclusive apoios conservadores, como do então aspirante à presidência Ronald Reagan.

Rua Castro, local retratado no filme

O Eureka Valley de São Francisco, onde as ruas Market e Castro se cruzam, foi por décadas um bairro católico irlandês de trabalhadores braçais ligados à Paróquia Most Holy Redeemer de São Francisco. Enquanto a área central se desenvolvia, as vizinhanças sofriam, incluindo a Rua Castro.16 As lojas da Paróquia Most Holy Redeemer fecharam, e as casas foram abandonadas e lacradas.  Hippies, atraídos pelos ideais do amor livre da área de Haight-Ashbury, mas rejeitados por seu índice de criminalidade, compraram algumas das casas baratas de estilo vitoriano. 

Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, a principal cidade portuária, São Francisco, tinha sido o lar de um considerável número de homens gays expelidos das forças armadas que tinham desistido de regressar a seus lares e enfrentar o ostracismo. Milk encontrou Scott Smith, 18 anos mais novo, e começou outro relacionamento. Ele e Smith, agora indistinguíveis de outros hippies de cabelos compridos e barbudos, retornaram a São Francisco e viveram com o dinheiro que haviam poupado. Em 1972, um rolo de filme que Milk deixou para ser desenvolvido estragou; com seus últimos mil dólares, abriu uma loja de fotografias na rua Castro.



Recepção da Crítica:

Milk tem ampla aclamação por parte da crítica especializada. Com tomatometer de 94% em base de 227 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: “Ancorado pelo desempenho poderoso de Sean Penn, Milk é um conto triunfante do primeiro homem abertamente gay da América eleito para um cargo público”. Tem 89% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site. Por comparação no Metacritic tem 84% de metascore em base de 39 avaliações profissionais.

O Político Harvey foi hostilizado
por conta da homossexualidade...

Curiosidades:

Por 15 anos o diretor Gus Van Sant tentou realizar a cinebiografia de Harvey Milk. Ao longo deste período vários atores estiveram cotados para o personagem principal, como Robin Williams, Richard Gere, Daniel Day-Lewis e James Woods.

Inicialmente seria Matt Damon o intérprete de Dan White, mas teve que desistir do personagem devido a conflitos de agenda com as filmagens de Green Zone (2009).
As filmagens ocorreram entre 21 de janeiro e 19 de março de 2008.

A transformação sofrida por Sean Penn para interpretar Harvey Milk incluiu o uso de dentes e nariz protéticos, lentes de contato e um novo visual de cabelo.
O verdadeiro Cleve Jones participa em uma pequena ponta, interpretando Don Amador.

O apartamento usado para as filmagens foi o local onde Harvey Milk viveu em San Francisco.

Centenas de pessoas aceitaram trabalhar gratuitamente como extras no filme.

A vida de Harvey Milk foi também mostrada no documentário The Times of Harvey Milk (1984).

O orçamento de Milk - A Voz da Igualdade foi de US$ 15 milhões

Marco Ribeiro, pastor evangélico brasileiro, que costuma ser o dublador de Sean Penn no Brasil, não aceitou fazer esse trabalho nesse filme. Depois de dublá-lo em "21 Gramas" e "A Grande Ilusão", Ribeiro recusou o convite "Não me sentia à vontade para fazer o filme'"

O Ator premiado pelo Oscar
Sean Penn...

Sean Justin Penn (Santa Mônica, 17 de agosto de 1960) é um premiado ator, produtor, diretor de cinema e roteirista norte-americano, duas vezes vencedor do Óscar da Academia para Melhor Ator Principal.

É filho do diretor de cinema Leo Penn e da atriz Eileen Ryan e irmão do músico Michael Penn e do falecido ator Chris Penn. Nos anos 1980 seu casamento com a cantora Madonna fez com que ganhasse a reputação de homem violento. Depois foi um dos mais notórios opositores da invasão do Iraque em 2003, chegando inclusive a visitar o país algumas semanas antes de se iniciar a operação militar.

Foi casado com a atriz Robin Wright com quem tem uma filha chamada Dylan Frances (nascida a 13 de abril de 1991) e um filho chamado Hopper Jack (nascido a 6 de agosto de 1993). Ganhou o Oscar de Melhor Ator em 2004 por sua atuação no filme "Sobre Meninos e Lobos" e em 2009 por seu trabalho em "Milk - a voz da igualdade".

O Ativista Gay, Harvey Milk

Harvey Bernard Milk (Woodmere, 22 de maio de 1930 — São Francisco, 27 de novembro de 1978) foi um político e ativista gay norte-americano. Foi o primeiro homem abertamente gay a ser eleito a um cargo público na Califórnia, como supervisor da cidade de São Francisco. A política e o ativismo gay não foram os primeiros interesses de Milk; ele não sentia necessidade de ser aberto quanto à sua homossexualidade ou participar de causas civis até por volta dos 40 anos, depois de suas experiências com a contracultura dos anos 1960. Milk mudou-se de Nova Iorque para fixar residência em São Francisco em 1972, em meio a uma migração de homens homossexuais que se deslocam para o Castro na década de 1970. Ele tirou vantagem do crescente poder político e econômico do bairro para promover seus interesses, e candidatou-se sem sucesso três vezes para cargos políticos. Suas campanhas teatrais deram-lhe crescente popularidade, e Milk obteve um assento como supervisor da cidade em 1977, como resultado das mudanças sociais mais amplas que a cidade estava enfrentando.

Milk exerceu o mandato por 11 meses e foi responsável pela aprovação de uma rigorosa lei sobre direitos gays para a cidade. Em 27 de novembro de 1978, Milk e o prefeito George Moscone foram assassinados por Dan White, outro supervisor da cidade, que tinha recentemente renunciado, mas desejava seu posto de volta. Conflitos entre as tendências liberais que foram responsáveis pela eleição de Milk e a resistência conservadora a essas mudanças foram evidentes nos acontecimentos seguintes aos assassinatos.

Apesar da sua curta carreira na política, Milk se tornou um ícone em São Francisco e "um mártir dos direitos gays", de acordo com o professor da Universidade de São Francisco Peter Novak. Em 2002, Milk foi chamado de "o mais famoso e mais significativo político abertamente LGBT já eleito nos Estados Unidos". Anne Kronenberg, a sua última gerente de campanha, escreveu sobre ele: "O que diferenciava Harvey de você ou de mim era que ele foi um visionário. Ele imaginou um mundo virtuoso dentro de sua cabeça e, em seguida, ele tomou providências para criá-lo de verdade, para todos nós."

Existem várias obras em homenagem a Milk, dentre as quais um documentário de 1984 premiado com o Oscar. Em 2008 foi lançado o filme Milk, contando a trajetória de Harvey, da chegada a São Francisco à sua morte. Dirigido por Gus Van Sant, com Sean Penn no papel de Milk, recebeu oito indicações para o Oscar, das quais venceu na categoria melhor ator e melhor roteiro original.

O Cineasta Gus Van Sant

Gus Van Sant Jr. (Louisville, Estados Unidos 24 de julho de 1952) é um cineasta e roteirista norte-americano.

Van Sant formou-se pelo Rhode Island School of Design. Lá ele foi influenciado pela pintura e pelo cinema experimental. Em 1981, ele filmou com um baixo orçamento o filme Alice in Hollywood, que nunca foi lançado. Ele trabalhou para uma agência de publicidade, a fim de ganhar dinheiro. Com o dinheiro que ganhou, ele dirigiu o filme independente Mala Noche em 1985. O filme contém alguns temas da obra de Van Sant que depois retornariam, como a homossexualidade (Van Sant é abertamente gay), o posicionamento (Portland (Oregon)) e uma abordagem do absurdo. Mala Noche foi bem recebido pelos críticos e foi nomeado melhor filme independente do ano pela Los Angeles Film Critics Association. Desde então, ele dirigiu vários filmes.


Minha nota para este Filme é ( 8.5 )

Vencedor de ( 2 ) Oscar pela Academia