10 junho 2015

O Último Imperador - Filme


O Último Imperador é um filme que conta a história da vida de Aisin-Gioro Puyi, o último imperador da China Imperial. Com a vitória comunista em 1949 Puyi é entregue para a China – havia sido capturado por tropas soviéticas em 1945, considerado criminoso de guerra, ficara preso em um gulag até essa data. Através de flashes, o último imperador recorda a sua infância, foi proclamado imperador muito precoce, e como teve de viver isolado na Cidade Proibida – palácio imperial chinês localizado no meio de Pequim.

Cena gravada na Cidade Proibida

Com a restauração da república em 1911. Após, ele recorda como tornara-se um imperador fantoche em Manchukuo (1932 – 1945), então, sob o domínio japonês, razão pela qual é julgado pelo tribunal de Crimes de Guerra de Tóquio em 1946. Puyi vive, então, a partir de 1949, em um presídio para reeducação na China até 1959, ano no qual passa a ter uma vida comum em Pequim trabalhando como jardineiro no jardim botânico da cidade.

Richard Vuu The Last Emperor

O filme foi escrito por Mark Peploe e Bernardo Bertolucci, e foi considerado um retrato plausível da vida de Aisin-Gioro Pu Yi. Este foi o primeiro longa-metragem a ter autorização do governo da República Popular da China para filmar na Cidade Proibida. O filme ganhou o prêmio Oscar em todas as nove categorias em que foi indicado. 19 mil extras foram utilizados no decorrer das filmagens. Ruocheng Ying, que fez o papel de governador, era, por ocasião das filmagens, o vice-presidente do departamento de Cultura da República Popular da China.


O Aclamado Peter O Toole

Peter Seamus O’Toole (Connemara, 2 de agosto de 1932 - Londres, 14 de dezembro de 2013) foi um ator irlandês. Era pai da também atriz Annette O'Toole. Ele foi indicado a oito Oscars, e detém o recorde de mais indicações sem nenhuma vitoria. Ele ganhou quatro Globos de Ouro, um BAFTA e um Emmy, e foi o ganhador de um Oscar honorário em 2003 por seu corpo de trabalho. Em 1978 ele quase morreu de uma doença no sangue. O'Toole, eventualmente, se recuperou e voltou a trabalhar, embora ele achou mais difícil de conseguir peças em filmes, resultando em mais trabalho para a televisão e os papéis no palco ocasionalmente. No entanto, ele apareceu em 1987 no filme “O Último Imperador”. Peter O'Toole faleceu aos 81 anos em Londres, em um domingo, 14 de dezembro de 2013

O Italiano Bertolucci

Bernardo Bertolucci (Parma, 16 de março de 1941) é um cineasta e roteirista italiano. Poucos cineastas demonstram tanta versatilidade, mantendo sempre sua marca autoral. Em 1987, consagrou-se com "O último imperador", que recebeu nove Oscars, incluindo os de melhor filme e melhor diretor. Em "O céu que nos protege" (no Brasil), Um chá no deserto (em Portugal), nova obra-prima, rodado em 1990, em pleno deserto do Saara, Bertolucci extraiu interpretações fantásticas de Debra Winger e John Malkovich. Seguiram-se "O pequeno buda" e "Beleza Roubada".

Seus últimos filmes falam de relacionamentos e sentimentos, são profundamente intimistas como e "Beleza roubada" e "Assédio". Bertolucci é um cineasta ousado, que gosta de movimentos de câmara sofisticados, roteiros inteligentes e não tem medo de experimentar, mesmo quando trabalha com grandes orçamentos. Está em plena atividade e certamente vai virar o século à procura de um novo "clássico" para a sua já ampla coleção.


Minha nota para este Filme é ( 9 )

Prêmios: