15 janeiro 2016

Segredo de Família - Blanca Varela


Segredo de Família

Sonhei com um cão
com um cão esfolado
seu corpo cantava rubro silvava
perguntei ao outro
ao que apaga a luz do açougueiro
que foi que aconteceu
por que estamos às escuras

é um sonho estás só
não há outro
a luz não existe
tu és o cão tu és a flor que late
afia docemente tua língua
tua doce negra língua de quatro patas

a pele do homem queima com o sonho
arde desaparece a pele humana
só a rubra polpa do cão é limpa
a verdadeira luz habita sua remela
tu és o cão
tu és o desolado cão de cada noite
sonha contigo mesma e basta

(Blanca Varela)

Blanca Varela - Poetisa Peruana

Blanca Leonor Varela Gonzáles (Lima, Peru, 10 de agosto de 1926 - 12 de março de 2009) foi uma poetisa peruana que publicou obras inscritas no Movimento Surrealista e na chamada Geração de 50 da poesia peruana. Segundo várias fontes facilmente encontráveis, Blanca Varela pode ser considerada uma das vozes mais significativas da lírica hispano-americana no século XX.