28 junho 2016

Risos Profanos - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Risos Profanos

Ria de ti mesma, ria...
Porque não sabes chorar
Não sabeis a hora de contê-la
Nem sabeis a hora de parar

Equilibras-te em um sorriso irônico
Profano e tentador
Porém outro lábio rejeita
Veneno que por ti provado desfez
Mas volta a ti, te sorrindo outra vez...

Talvez se pudesses chorar
Aos teus lábios repreenderia
Tal hipocrisia não manifestasse
E nem de ti zombaria

Mas se tu rires
Quem de ti ou por ti choras?
Não é falso o teu sorriso...
São desencontros necessários
De quem por ti Jamais fizera por merecer. 

Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, 28 de Agosto de 2003

Mas se tu rires
Quem de ti ou por ti choras?