18 agosto 2013

Purgatório - Poemas de Marcelo H. Zacarelli

Foto: Sebastião Salgado

Purgatório

Sigo sem culpas,
condenado pelo destino,
por escolher viver sozinho;
No anonimato das vontades,
no purgatório das vaidades,
preso aos grilhões de aço...

Você vive em uma escala harmoniosa,
decidida em tuas investidas;
Eu, porém ainda confuso,
entre a cruz e a espada,
entre a dor e o prazer;
Um abismo de constantes incertezas.

Penso que é melhor me decidir,
voltar para você é sinônimo de sofrer,
viver sem você é certeza de padecer;
Entre a solidão e a paz comprometida,
fico então com a segunda opção.



Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Março de 2012 no dia 15

Foto: Sebastião Salgado