18 agosto 2013

Sentir- te se eu - Poemas de Marcelo H. Zacarelli

Foto: Sebastião Salgado

Sentir- te se eu

Por que chorais por errar, pois em ti não achei culpa
Nem em tua alma encontrei teu pesar
Vítimas que sois de tão amargura
Tão horríveis a faz usurpar.

Moribunda, imaculada, repugnas teus dias de sorte
E na vala entalhada, estás a pestanejar
Em completa insolência em sentença de morte
O sorriso que a vida te faz duvidar.

Não chorais mais o erro do amor cometido
Inumada no vício não podeis mais voltar
Na carne o espinho faz da dor o teu eu suportar.

Exacerbada empilha teu ódio na culpa
Escapelas tua ira em pavor que te acometeu
E encontras tua cura ao sentir-te se eu.

“Sonetos”


Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Setembro de 2012 no dia 20

Foto: Sebastião Salgado