15 novembro 2013

Poema de um Alquimista - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Poema de um Alquimista

Na minha quase insignificante vida
No núcleo do meu eu (Ego)
Partícula esta quase não notada
Da minha existência.

Dá-se á explosão deste átomo
Ou pervertido ato meu, não seu;
Prótons ou elétrons, ou coração...
Nossas dores aos milhões, ou paixão.

Ciente do meu eu, talvez
Da lucidez em segundo plano
Ora eu quem procura
Ora eu procurado por você...

Se proliferam as volúpias
Matéria estas que podem 
O mesmo espaço ocupar.

São partículas que ejaculam
No milagre da vida
Já não somos mais eu e você
Um terceiro nos intrometeu.

Marcelo Henrique Zacarelli
São Paulo, Setembro de 2010 no dia 01

Já não somos mais eu e você
Um terceiro nos intrometeu...