22 dezembro 2013

Casinha de Tijolos - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Casinha de Tijolos 

O vento sopra forte por aqueles lados
Ao longe, sinto o cheiro do café
Ao entrar pelo quintal de roxas terras
Saúdo os cãezinhos que me fazem festa

Água barrenta retirada do poço
Mata a sede de um lábio ressecado
Em sua casinha de tijolos
Aquele velho homem ainda sonha

Mas não se engane
Quem pensa que o conheça
Quem poderia fender
As trancas de seu coração?
Há um segredo cerrado
Nas grades daqueles olhos cansados
Que nem mesmo o tempo
Ousa colocá-lo em liberdade

Meu velho pai, saiba que estou contigo
A esperança entrou comigo
por aquele portão;
Dá-me um longo abraço
por que preciso agora
Em tua casa de tijolos
Que me deste abrigo.

Marcelo Henrique Zacarelli
São Paulo, 17 de Dezembro de 2013

Em sua casinha de tijolos
Aquele velho homem ainda sonha...