12 janeiro 2014

Menina no Jeito de Amar - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Menina no Jeito de Amar

Tempos difíceis
Aqueles que nos calamos
Tempos inesquecíveis
Impossível de ser esquecido

Ainda espero por sua volta
Naquela tarde fria e sombria
Por dentro a alma reclama
Esperando você chegar

Fico a pensar baixinho
Quase mudo assim murmurar
No meu quase desatino
Inventando um amor pra te dar

Xi! esqueci que você não me ama
De manhã neste teu acordar
Amanhã quem sabes me chama
Sozinha no teu levantar

Impossível é viver tão sozinha
Leviana no teu desejar
Tão perdida assim te profanas
Ainda menina no jeito de amar.

Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, 28 de Maio de 2002

Impossível é viver tão sozinha
Leviana no teu desejar...