22 fevereiro 2014

Os Melhores Anos de Nossas Vidas - Filme


Os Melhores Anos de Nossas Vidas é um filme norte-americano de 1946, do gênero drama de guerra, dirigido por William Wyler. O roteiro é baseado em romance homônimo de Mackinlay Kantor. Três veteranos retornam para casa ao final da Segunda Guerra Mundial e precisam lidar com o desafio de retomar suas vidas.


Ernest Frederick McIntyre Bickel (Racine, Wisconsin, 31 de Agosto de 1897 — Los Angeles, 14 de Abril de 1975) ou Fredric March - foi um ator norte-americano, vencedor de dois Óscar. March ganhou uma indicação para o Oscar de 1930, por sua atuação em "A Família Real de Broadway", no qual fez um papel baseado em John Barrymore. Ganhou a estatueta de melhor ator em 1932 por "O Médico e o Monstro", e novamente em 1946 por "Os Melhores Anos de Nossas Vidas". Na cerimônia de entrega dos prêmios de 1954, March foi o anfitrião, durante o 26ª Óscar.


Dana Andrews (Condado de Covington (Mississípi), (01 de janeiro de 1909 – Los Alamitos, 17 de dezembro de 1992) foi um ator cinematográfico dos Estados Unidos da América. Dana Andrews assinou contrato com o famoso produtor cinematográfico Samuel Goldwyn e em 1940 conseguiu seu primeiro papel no filme de William Wyler - "A Última Fronteira", atuando ao lado do astro Gary Cooper. Em 1943 ele chamou a atenção como um jovem vítima de linchamento no faroeste clássico "Consciências Mortas", estrelado por Henry Fonda. Na sequência da carreira Andrews assumiria papéis em filmes noir, como o também clássico "Laura" (1944), interpretando um detetive obsessivo. Em 1946 ele seria um soldado que retorna da guerra em "Os Melhores Anos de Nossas Vidas".


Myrna Adele Williams , conhecida como Myrna Loy (Radersburg, 2 de agosto de 1905 — Nova Iorque, 14 de dezembro de 1993) foi uma atriz estadunidense. Durante a Segunda Guerra Mundial, deu um tempo na carreira para ajudar nos esforços de guerra para levantar fundos. Lutou tão ferozmente contra Adolf Hitler que seu nome chegou a aparecer em uma lista negra do ditador. Em 1946 retornou ao cinema, onde fez o filme do qual mais se orgulhava, "Os Melhores Anos de Nossas Vidas". A partir de 1950 apareceu esporadicamente no cinema e na TV e em 1973 fez sua estréia na Broadway.

Minha nota para este Filme é ( 8 )

Prêmios: