29 maio 2015

Pequena Brazópolis - Poema de Marcelo H. Zacarelli


Pequena Brazópolis

Oh! Pequena Minas Gerais...
Que aguarda por minha chegada
Só não prometo pra ficar
Pois eu já tenho namorada
E um filho vai chegar
Quem sabe eu não mande a saudade
Encontrar-te em meu lugar

Oh! Minas Gerais...
Bem sei que me esperas
Sinto o cheiro da tua terra
Mas também pudera
Este teu verde tão lindo
Que eu jamais conheci
Quero ficar por aqui
E esquecer esta gente
Da cidade onde nasci

Oh! Minha linda Minas Gerais
Eu volto com a tua paz
A morena que me sorriu
Pra que eu ficasse me pediu
Na cidade humilde e pequena
Coração de rara beleza
Os teus chãos são de flores e paz
Onde a morena convidou-me pra deitar

Oh! Minas Gerais...
Quero estar bem junto de ti
Para ver o sol nascer
A tarde tem churrasco com os amigos
Logo após o futebol
No anoitecer eu vou embora
E talvez não volte mais
Minha querida Minas Gerais

Que saudades Minas Gerais...
Pois bem sei não foges a luta
Mas sou filho de Itaquaquecetuba
Adeus minha bela morena
Da bonita Brazópolis, cidade pequena...
Tenho vontade de ficar
Mas se acaso eu não voltar
De ciúme meu amor
Vem correndo me buscar.

Esta poesia foi elaborada dentro
De uma composição (trem)
A caminho de Brazópolis (MG)

Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, 20 de Setembro de 2002

A morena que me sorriu
Pra que eu ficasse me pediu...